galeria

ESPAÇO INFINITIVO
palafita-comum

ESPAÇO INFINITIVO

Autor Rafael Baumann
Equipe Rafael Baumann
País Brasil

ESCOLHA
A definição do pela Palafita Comum levou em consideração as questões de acessibilidade e, através da verificação comparativa com as demais palafitas, de que a palafita com a menor área comtemplaria as intenções projetuais de representação de espaço mínimos.
CONCEITO
Se uníssemos as atividades de Divertir + Morar + Trabalhar, verbos no infinitivo que compõe nossos dias? Se esses verbos pudessem se tornar espaços? Espaços modulares, que configuram um conjunto de ações? Questões pertinentes em um mundo onde espaço e tempo são palavras importantes.
E se olhássemos o que temos com uma nova visão, uma nova percepção? E se espaços construídos e subutilizados pudessem abrigar esse conjunto?
E se PALAFITAS + ESPAÇOS MINIMOS + VERBOS INFINITIVOS pudessem responder as nossas perguntas.
PROPOSTA
A proposta consiste em provocar os indivíduos da possiblidade de utilização dessas palafitas para contribuir com as questões de habitabilidade. É possível criar espaços mínimos que adequem nossas necessidade sem ocupar um grande espaço.
Essa intervenção simula planos de piso - com placas de OSB estruturados com vigas de madeira maciça - e cobertura – através de estruturas de gesso acartonado - sugerindo a compreensão dos blocos através da Gestalt. A segurança é através de guarda corpos também de OSB.
No piso são propostos adesivos com plantas técnicas e escala gráfica representando possíveis ocupações desses blocos de forma lúdica. O uso de cores e a identificação dos verbos facilitam a leitura da proposta.
Nas estruturas com espaços inacessíveis foram propostas vegetações apontando a possibilidade de espaços verdes nessas pré-existências.

projetos
ordem por palafita / classificação / país

palafita-caverna

palafita-indiscreta

palafita-caleidoscópica

palafita-esbelta

palafita-dos-cachorros

palafita-comum

palafita-gigante-I

palafita-gigante-II