blog

Exposição no Viaduto das Artes

A exposição no Viaduto das Artes já tem data definida: começa dia 27 de abril e vai até dia 2 de junho. Na abertura do dia 27 haverá um debate com os jurados; a programação será anunciada em breve. A exposição inclui os projetos selecionados pelo júri, as menções honrosas e outras propostas escolhidas pela curadoria da mostra.

Esperamos encontrar os participantes da Chamada e todos os demais interessados (do bairro Buritis, de Belo Horizonte, de outras cidades, de outros países) na abertura do Viaduto as Artes no dia 27, sábado, às 11:00.

Confira abaixo a lista dos expositores.

1. Propostas Selecionadas
Nuvem
Autores: Juliana Sicuro Corrêa, Vitor Garcez, Larissa Monteiro

Trama
Autores: João Nitsche, Joao Nitsche, Pedro Nitsche, Lua Nitsche, Bruna Brito, Claudia Carpes, Denis Ferri, Eric Ferri, Flavia Schikmann, Gil Barbieri, Luciana Silva, Mara Cruz, Marcelo Anaf, Mariana Vilela, Pamela Gomes, Renata Mori, Rodrigo Tamburus

Dimensão Livre
Autores: Amanda Barbosa da Silveira, Lucas Veloso Schwab Guerra

Mostra Territórios Impróprios
Autor: Pedro Maia, Eduarda Kuhnert, Luiza Schreier, Diego Franco, Marcos De Amorim, Fernando Bonini

O Casamento Entre a Razão e a Miséria
Autores: Luiz Solano, Gabriel Biselli

Oceanário Artificial Internacional
Autor: Daniel Jesus

Turbina Eólica Urbana
Autor: André Brandão


2. Menções Honrosas
Archeólogis Buritis
Autores: Marcelo Venzon, Ricardo Landulpho Justi

Trama
Autor: Daniel Dorneles, André Miguel Coronha, Naiara Valéria Corrêa


3. Outros Projetos
A Casa
Autora: Beatriz Burle

A Stage for Buritis
Autor: Andrea Toccolini

Buritis em Vão
Autora: Gabriella Gonçalles

Democratização do Vazio
Autor: Bruno Cipriano

Do Not Sit
Autores: Nicolás Acosta, Amalia Cabezas, Enrique Meñique

dOBRA
Autores: Ana Laura Carvalho Nunes, Rodrigo Tedesco Guidini, Guilherme Zamboni Ferreira

Domus
Autoras: Amanda Figueiredo Amicis, Giuliana Isis Garcia Bello

Ecofitas
Autoras: Laura Souza Carmo Campos, Paula Lobato, Tarsila Goulart, Isabela Couy, Lila Loyola

Instabilidade
Autores: Paulo Pontes, Alessandra Pedrosa, Leo Arruda, Giulia Menapace

Invisíveis Informais
Autores: Fernanda Silva Freitas, João Pedro Otoni Cardoso, Felipe Arlindo Silva

Mana-na-na
Autoras: Aldina Eriksson, Bianca Eriksson

Obra
Autores: Livia Koeche De Oliveira, Pedro Paulo Leggerini Luzardo Oliveira

Olho Nu
Autores: Guilherme de Macedo, Giovanna Taques, Maíra Pelegrino, Mariana Torres, Josehenrique Zuchi, Marília Schemberg


Propostas Anteriores à Chamada Internacional OT
Amnésias Topográficas I
Autores: Vazio S/A e Louise Ganz

Amnésias Topográficas II
Autores: Vazio S/A e Louise Ganz

Palafitas Escuras
Autor: Carlos M Teixeira

A Grelha
Autor: Vazio S/A

____

publicado em 15 de Abril de 2019 às 12:03

Buritis: em obras

buritis_em_obras

____

publicado em 4 de Janeiro de 2019 às 09:00

Territórios Outros

Este é um breve ensaio por Eduardo de Jesus, um dos organizadores e também membro do júri de OT.



O espaço (social) é um produto (social)
Henri Lefebvre

Quais são os territórios que produzimos e inventamos nas disputas e interações típicas da vida cotidiana? Como produzir-inventar territórios no domínio heterogêneo da contemporaneidade entre real e virtual? Como operam esses espaços? Essas são algumas questões que pontuam e animam o projeto “Outros territórios” e que nos solicitam visões panorâmicas e transdisciplinares para perceber a complexidade presente nas operações entre fixos e fluxos que caracterizam os espaços e suas dinâmicas.

Os espaços com suas ocupações efêmeras, como propostos pelo projeto, deslizando por distintos campos do conhecimento como arte, arquitetura, urbanismo e geografia entre muitos outros podem acionar novas visões sobre as territorialidades, seus modos de uso e conexões com o entorno. Das potências acionadas pelas ocupações efêmeras podem emergir experiências que – na urgência da cidade e de seus agenciamentos – reverberam em nossos processos de subjetivação para alcançarmos novas formas de ver e interagir com a cidade e seus fluxos.

Se a permanência das formas mais fixas de ocupação dos espaços e territórios ativam nossa memória entre coletivo e pessoal, experimentar as proposições efêmeras (que podem deslocar-inventar usos e funções) é o mesmo que abrir uma linha de fuga para outras imaginações mais livres, como a construção de uma memória fugaz da cidade em movimento reconfigurando não apenas nossos modos de perceber espaço e tempo, mas todo o conjunto de relações sociais, culturais e políticas que afetam nossas experiências nos territórios da cidade.

____

publicado em 2 de Janeiro de 2019 às 08:00

Buritis - fotos da década de 2000

bairro_buritis_1

bairro_buritis_2



bairro_buritis_4

fonte: arquivo Vazio S/A

____

publicado em 20 de Dezembro de 2018 às 09:00

ver mais